Header Ads

Linux Mint 19 XFCE - vale a pena?

Será que o Linux Mint 19 XFCE é a distro  que você procura?

Antes de mais nada, é importante ressaltar que  essa versão é baseada no Ubuntu 18.04 LTS, ou seja, será suportada por 5 anos (até 2023).


90% do que será dito nesse post já foi dito no review do Linux Mint 19 Cinnamon, pois as estrelas do show estão presentes em todas as versões do sistema. Dito isso, passarei rapidamente pelas principais novidades e depois falarei um pouquinho sobre minha experiência com o SO.

Veja também o vídeo review do Linux Mint 19 Cinnamon:


A primeira delas (que não é tão novidade assim) é o Timeshift, que é colocado como a "estrela do show" pelos desenvolvedores do SO. Esse app é uma aposta do Mint para a segurança de seus dados, de seu sistema e basicamente "la garantia soy yo" para todas as atualizações. A confiança é tanta que agora é possível setar atualizações automáticas para tudo presente na distro.

E como o assunto á atualização, o Update Manager anda de mãos dadas com o Timeshift e recebeu inúmeras melhorias, dentre elas a já comentada opção de atualizações automáticas.


Logo no primeiro boot você será saudado com uma tela de boas vindas que contém tudo que é necessário para começar a utilizar o sistema. Por ela você poderá acessar o gerenciador de drivers, loja de aplicativos, instalação rápida de codecs de áudio e vídeo, dentre outras coisas, além de poder acessar toda documentação do sistema.


Software Manager (loja de aplicativos) também recebeu uma atenção especial nesse update. Ele está mais polido, fluido, responsivo e agora possui integração nativa com Flatpaks. Infelizmente não existe integração com SNAPs (mas você pode fazer a instalação via terminal).


Sobre o XFCE (versão 4.12) não há muito o que acrescentar, pois essa DE é conhecida por evoluir vagarozamente. O foco aqui não é trazer todas as tecnologias atuais, efeitos, frufrus e por ai vai. O objetivo aqui é manter o sistema o mais leve, estável e com o mínimo de alterações possível.

Vale a ressalva de que a experiência com monitores HiDPI foi aprimorada por conta das inúmeras melhorias de vários componentes do sistema, inclusive do novo tema.

Depois de muiiiitaaaa espera, felizmente o tema MINT-Y deu as caras e agora é apresentado como padrão nessa versão. Ele deu uma cara mais moderna para o sistema - uma boa renovada em seu visual.

Muitas coisas receberam melhorias e upgrades, como por exemplo os Xapps. Dê uma olhadinha na lista completa das novidades do sistema clicando no link abaixo:
https://www.linuxmint.com/rel_tara_xfce_whatsnew.php

Acredito poder dizer que o Mint XFCE já era uma distro bem madura e muito provavelmente já vinha atendendo seus usuários de forma bem satisfatória. Todas essas melhorias possivelmente elevarão o nível de satisfação de seus usuários.

Se você é uma pessoa que está procurando tecnologias mais modernas, novidades constantes, componentes presentes nos desktops mais modernos, o Mint XFCE com certeza não é o que você procura.

O objetivo aqui é leveza, estabilidade, poucas mudanças - um desktop "papo reto", sem frescuras, com a função de servir de base para o que realmente importa.

Confira o vídeo análise que fiz da distro:


LINUX MINT
https://www.linuxmint.com/

Um comentário: